https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

Um mínimo instante

 
Por um momento apenas, um breve momento...
Enfeitei-me de fantasias e mergulhei na calmaria das águas misteriosas da noite que me levaram ao encontro dos teus braços, no recôndito dos meus sonhos. Só ali, naquele lugar mágico de imensidões inefáveis, me permito imaginar o inebriante que vai para além do que não existe...
Absorta do resto do mundo, aquieto-me na concavidade silenciosa do tempo que nos não demora e invento-nos na urgência de um instante. Um mínimo instante apenas, onde, secretamente, nos pertencemos e somos realmente livres de nos amar.


*... vivo na renovação dos sentidos, junto da antiguidade das lembranças, em frente das emoções...»

Impulsos

coisa pouca

 
Autor
cleo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
608
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.