https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Enquanto for...

 
Tags:  esperança    tempo    ausência    distância    ciúmes    emp  
 
Enquanto for...
 
Enquanto for...


Elen de Moraes Kochman


Que o tempo - ou sua falta -
Não amarre as mãos
Do nosso sentimento.

Que a distância não se faça de algoz
E que nosso coração não se violente
Com remotas esperanças.

Que a relembrança do que foi
Não ocupe demasiado espaço
Do que é
E do que pode vir a ser...

Que as mesmices do nosso dia a dia
Não se incrustem em nosso arrebatamento,
Nem oxidem o desejo
Que nos abrasa...
Que ele jamais necessite
De outras águas para navegar...

Que o movimento natural da vida,
No seu incessante vem e vai,
Não desgaste a nossa coragem
De querer e reagir!
De lutar
Para vencer ou perder.

Que nossas almas só mergulhem
Nas águas transparentes
Da nossa emoção.

Que nossa paixão não agonize
Por ciúmes,
Por desconfianças,
Por falsas aparências
Ou por desilusões quaisquer.

Que esse nosso amor
Feito de incertezas,
De longos silêncios,
De tantos empecilhos,
De sofridas ausências,
Seja para sempre,

Enquanto for!


Open in new window

 
Autor
elendemoraes
 
Texto
Data
Leituras
938
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
3
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/06/2016 13:40  Atualizado: 11/06/2016 13:40
 Re: Enquanto for...
Muita qualidade de escrita neste poema, gostei muito.

Abraços


Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 11/06/2016 21:51  Atualizado: 11/06/2016 21:51
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12513
 Re: Enquanto for... P/elendemoraes
Amiga é melhor bater o pé às tristeza para não nos atrapalhem as alegrias de hoje... Gostei muito do poema, parabéns! Beijinho Vólena