https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Saudades do monjolinho

 
Tags:  caminho    futebol    escola    monjolo  
 
Open in new window


Saudades do monjolinho

Eu sinto tantas saudades do bater do monjolinho,
Que havia no caminho, em que eu ia para escola.
Aos sábados era só festa naquele campo verdinho,
Eu e mais meus amiguinhos e a gente ia jogar bola.

Pena que este tempo não vai voltar nunca mais,
Pois já ficou para trás a nossa ilusão da infância.
Essas coisas do passado o tempo leva e não traz,
Mas nunca não se desfaz a imagem na lembrança.

Onde estão os coleguinhas daquele tempo dourado?
Que se passou tão depressa e faz parte do passado
E agora eu sei que jamais encontrarei o meu povo.

Daria tudo o que tenho pra voltar a ser criança,
Mas nessa altura da vida já não há mais esperança.
Dos olhos me cai o pranto por não ter tudo de novo.

jmd/Maringá, 02.07.12


Música para ilustrar este poema

(RECORDAÇÃO - COMPOSIÇÃO DE GOIÁ)
Toada gravada em 04.08.1959 por Nenete e Dorinho
em 78 RPM pela gravadora RCA

Clique no ícone abaixo para ouvir

http://youtu.be/7KKCZKoeDwg



verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
2778
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.