https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

na Queda da Folha

 
Cai a flôr da amendoeira,
chega o frio ao meu quintal,
cai a rama da nogueira,
pó e cinza, cinza e sal!

Sal e cinza, cinza e nada
nesta terra em que me desfaço
meu Senhor com 7 espadas
me retalhou em mil pedaços!

Fica cinza, pó e nada
nesta terra, meu tesouro,
sal e cinza, pó e praga,
nesta terra em que me morro!


Ricardo Louro
Chiado/Lisboa


Ser Poeta é exilio
num pais de condenados
um tormento infinito
de mil olhos rejeitados!

Ricardo Maria Louro

 
Autor
Ricky
Autor
 
Texto
Data
Leituras
795
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
PierredaGama
Publicado: 06/10/2012 12:06  Atualizado: 06/10/2012 12:06
Da casa!
Usuário desde: 29/07/2012
Localidade: Itatiba - SP - Brasil
Mensagens: 214
 Re: na Queda da Folha
Belo texto.

www.pierredagama.blogspot.com
UM BLOG QUE DESVENDA A ALMA HUMANA

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 06/10/2012 13:30  Atualizado: 06/10/2012 13:30
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9441
 Re: na Queda da Folha
Bom dia nobre poeta Ricardo, seus versos possuem uma deliciosa melodia, alem de primorosas rimas, parabéns pelo seu envolvente poema, um grande abraço, MJ.