https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Legado Poético

 
Tags:  amor    paixão    separação  
 
Em cada verso escrito, contava um pouco de mim
No disfarce de minhas dores, momentos em agonia
Versos frios e inquietos, na despedida do dia, enfim
Morte lenta em passos que o presente em travessia

Em terra que o tempo desafia, o que se entende por fim
O porquê de todo o sentido, o amanhã que clareia o dia
No cerrar dos olhos, um mundo que se fecha no confim
Da missão que em desfecho, meu legado em ti é poesia

Linhas impregnadas de desejos, poemas pautados no frio
Recheados de prazeres órfãos, rimas sombrias e sem nexo
A quem a vida era a cor, era a rosa, um acento circunflexo

No silêncio das almas em sexo, momentos em plexo doentio
Rompem-se ao destino, no enfado do impossível complexo
Carregando na lembrança os versos de um amor em anexo


Murilo Celani Servo

 
Autor
murilocs
Autor
 
Texto
Data
Leituras
407
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.