https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Lanterna

 
Se eu andasse toda a vida
De lanterna em minha mão
Não encontrava de certo
Um amor como o que escondo
Dentro do meu coração.
Porque esse ninguém conhece
Que de tão dissimulado.
Às vezes, até eu própria,
Para o chamar à razão
Toco o sino do carinho
Em badaladas que soam
Em seu rogado cantinho.
Com este doce abanão.
Desperta então, pestaneja.
E eu ponho a mão do seu lado
Enlevada em pensamento,
Vendo o seu rosto esfumado.
Julgando, que me está vendo
Assim, te tenho guardado.
E como é bom estar contigo,
Neste amor nunca acabado!

Helena

e

 
Autor
Volena
Autor
 
Texto
Data
Leituras
968
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 30/11/2012 12:33  Atualizado: 30/11/2012 12:33
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29310
 Re: Lanterna
Um amor que ilumina um coração, belo poema