https://www.poetris.com/

 
(1) 2 3 4 ... 6 »
Offline
JSL
Soneto Filho da Puta
Eu sou um soneto filho da puta que o pariu O meu pai é um poeta cheio de mil manias Minha mãe,...
Enviado por JSL
em 22/09/2015 15:52:09
Offline
JSL
Um poema de merda;
Um poema de merda; Nuns míseros Passos Matei duas cajadadas com um só Coelho Trespassei Portas ...
Enviado por JSL
em 08/11/2013 15:22:10
Offline
JSL
Marta semidigitígrada
Vai airosa como um raio que mata O tesão nas tetinhas tão firmes Que o mais guloso olhar farta Po...
Enviado por JSL
em 02/08/2013 15:12:06
Offline
JSL
Homem vs Mulher
O homem sempre ama Dois tipos de mulher Aquela que tem na cama E todas as que quer A mulhe...
Enviado por JSL
em 23/05/2012 18:09:48
Offline
JSL
Portugal ao contrário
Como se pode começar Aquilo que já acabou Como se pode acabar Aquilo que não começou Triste fado...
Enviado por JSL
em 28/04/2011 23:28:15
Offline
JSL
HI5 vs LP vs BlogTok
Olá mundo!... Arriscar um texto tendo que atravessar um deserto de areias movediças, só mesmo pa...
Enviado por JSL
em 13/05/2009 13:21:45
Offline
JSL
Luso JSL (auto-retrato) 7/7 - FIM
Auto-Retrato Luso do-ente Luso in-solente Luso de-mente Luso de-cadente Luso ca-rente Luso in-de...
Enviado por JSL
em 14/12/2008 00:46:24
Offline
JSL
Luso in-decente 6/7
Luso in-decente Na mentira não mente Na verdade proeminente Sem alma de gente Infelizmente! *** ...
Enviado por JSL
em 13/12/2008 04:57:58
Offline
JSL
Luso ca-rente 5/7
Luso ca-rente Prosador maldizente Fervura a quente Pobre indigente Eternamente! *** Uma carta de...
Enviado por JSL
em 12/12/2008 10:27:36
Offline
JSL
Luso de-cadente 4/7
Luso de-cadente Cegueira evidente Cobardia de valente De cavalo sem dente Naturalmente! *** Uma ...
Enviado por JSL
em 11/12/2008 10:48:26
Offline
JSL
Luso de-mente 3/7
Luso de-mente Traseira na frente Fechadura sem pente Problema pendente Evidentemente! *** Uma ca...
Enviado por JSL
em 10/12/2008 15:10:33
Offline
JSL
Luso in-solente 2/7
Luso in-solente Coerência incoerente Decência indecente Futuro in presente Constantemente! *** U...
Enviado por JSL
em 09/12/2008 10:31:14
Offline
JSL
Luso do-ente 1/7
Luso do-ente Ente que não sente Verdade que mente O caos seu agente Tristemente! *** Uma carta d...
Enviado por JSL
em 08/12/2008 15:28:00
Offline
JSL
Musical
M orte de poeta é um DÓ U ma poetisa na vida é RÉ S eres que habitam em MI I nfortúnio de um FÁ C...
Enviado por JSL
em 15/10/2008 19:55:06
Offline
JSL
Luso do-ente
Luso do-ente Ente que não sente Verdade que mente O caos seu agente Tristemente! Luso in-solente...
Enviado por JSL
em 22/09/2008 11:35:18
Offline
JSL
Ode ao Luso
A caravana ladra e os cães passam E a rota é um destino que não alcançam As feras atacam e amorda...
Enviado por JSL
em 19/07/2008 04:04:50
Offline
JSL
Cantiga de mal dizer
Pior do que plágio É ser ignorado Como diz o adágio Não é "doutorado" O diabo seja sur...
Enviado por JSL
em 08/07/2008 12:51:04
Offline
JSL
Plágio-Antologias avariadas
Sinto-me um farrapo A quem dão tantos direitos Que até tenho o direito de não ter direito nenhum ...
Enviado por JSL
em 07/07/2008 19:23:21
Offline
JSL
Assentei praça ao largo da fantasia
Assentei praça ao largo da fantasia Alarguei horizontes na linha da saudade Alegrei a alma longe ...
Enviado por JSL
em 03/04/2008 23:56:21
Offline
JSL
Morreu um poema
Comprei um poema na farmácia da esquina E na esquina com ele escondi-me do mundo Deixei-me consum...
Enviado por JSL
em 29/03/2008 20:32:25
(1) 2 3 4 ... 6 »