https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

não sorria, pois nem todo poema é poesia

 
...


" ...descrevo sem fazer desfeita,
meu sofrer e meus amores
não preciso de receita
muito menos prescritores."






não sorria, pois nem todo poema é poesia




uma reflexão.
nem todo poema é poesia,
amontoar letras
em detrimento da harmonia,
não é o alento.
o estro da inspiração
vem do entusiasmo interior,
vem do coração.
poeta medíocre
tira seus versos dos becos da alma.



 
Autor
LuizMorais
 
Texto
Data
Leituras
771
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/07/2013 14:15  Atualizado: 12/07/2013 14:15
 Re: não sorria, pois nem todo poema é poesia
mesmo quem não se sente poeta, até um mero texto pode entusiasmar o simples mortal que todos somos, se armadilhado num estado emocional em dado instante. poder-se-á ter no olhar a imagética de que tudo é poema, é poesia... daí; sorri-se... independente de quais becos ecoamos os versos...
cumprimento-o pela sagacidade de na sequência, explorar o tema.rs

meu abraço caRIOca

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/07/2013 15:16  Atualizado: 12/07/2013 17:33
 Re: não sorria, pois nem todo poema é poesia
Tenho lido poemas que no fundo são amontoados de letras.
Nada me dizem, nada acrescentam!
Tenho lido poemas que copiam o estilo dos
clássicos dos anos de 1800 e burros.
Arrotam soberba nas sombras, como se fossem gabaritos.
Nada me dizem, nada acrescentam, mas estão lá,
entre os indicados para: Os Clássicos do Luso.


Gosto do que leio em sua página.Gosto muito.


Abraços

Enviado por Tópico
MarySSantos
Publicado: 12/07/2013 15:33  Atualizado: 12/07/2013 15:33
Luso de Ouro
Usuário desde: 06/06/2012
Localidade: Macapá/Amapá - Brasil
Mensagens: 5282
 Re: não sorria, pois nem todo poema é poesia
a vida é feita de guilhotinas...
quantos bons nelas já morreram
e quantos ruins andam à solta por aí?

mas... levando para o âmbito da poesia,
como saber que os 'meros' amontoado de letras
não vieram "do entusiasmo interior"?
como andar nas almas dos outros para ter a
certeza? o que percebo é que muitos
possuem alma poética, mas nãos sabem
ou não aprenderam como esculpir... vivo
tentando fazer isso mas meus dedos são
pesados demais para a olaria.

Aprecio o que escreves sempre.

grande abraço.

Enviado por Tópico
LuizMorais
Publicado: 12/07/2013 19:54  Atualizado: 12/07/2013 19:54
Luso de Ouro III
Usuário desde: 29/01/2012
Localidade: Piracicaba - SP
Mensagens: 2153
 Re: não sorria, pois nem todo poema é poesia - p/ ZéSilveira, Nesnu e Mary
Obrigado a todos pela leitura e pelos comentários.
Todos nós temos "becos da alma". Uma cidade tem zonas residenciais, comerciais, turísticas e também os becos, locais de péssima frequencia e perigosos. Acho que, num paralelo bem grosseiro, a alma também deve ter um "zoneamento". O poema é despretensioso. Geralmente escrevo coisas simples, com palavras simples, rimas pobres ( quando os poemas as têm ). Não sou muito de me aventurar . Esse ai acima, até pode ter saído de algum beco da minha alma, pois acho que devo ter muitos deles. Um abraço a todos.