https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Pequeno que sou

 
Naquela noite,
Um sol brilhava
Uma mente cintilava,
E a bravura do cosmo,
Intenso, rodeava

Complexa poeira
-Assim se denominava
E ainda, assim, faz
E ainda, assim, se desfaz
E ainda ama, perspicaz

 
Autor
Diogo.Gabriel
 
Texto
Data
Leituras
538
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Onde_está_o_@mor?
Publicado: 20/07/2013 21:47  Atualizado: 20/07/2013 21:47
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade: Funcheira
Mensagens: 690
 Re: Pequeno que sou
Mais vale achar-se pequeno que grande, compadre, que tras menos chatices.
Abraço