https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Quando a Lembrança Vem

 
Quando a lembrança vem,
Como fogo ardendo em minh'alma
E a dor latente se faz presente
Toda felicidade se torna efêmera
Todo amor de mim desprende

Na solidão de meus pensamentos
Escondo-me entre as lagrimas que caem lentamente
E rapida e silenciosamente torno-me ausente
Num mundo onde a angustia não está presente
E nessa mesma angustia morro lentamente

Rouba-me a alegria e deixa-me num vazio perene
Vivo sem vida, respiro sem ar, vejo sem ver
Caminho lentamente, torturo-me eternamente
Torno-me a própria dor que a lembrança sente
E desfaço-me no pranto que enfim me vence.

 
Autor
xclaudiojp
 
Texto
Data
Leituras
365
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
0
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.