https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

RARIDADES

 


Os cristais lapidados estão escassos

São raridades contáveis em nosso espaço

Lamentavelmente vale quem pode mais

Quem nada pode morre-se na estrada




Até as flores perderam seu valor

Maltratadas,substituidas pelos topazios

Entristeceu-se não mais floresceu

Perdendo o homem o que de fato era seu




Os humanos estão se enterrando aos poucos

Se engolindo,se maltratando,se destruindo

São na verdade lobos famintos sem indentidade




Provavelmente estamos resumidos a menos dias

A poluição,os fracassos e as desilusões batendo as portas

Chegando com pratos recheados e matando-nos precocemente

 
Autor
selda100
Autor
 
Texto
Data
Leituras
773
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martims
Publicado: 28/09/2013 12:08  Atualizado: 28/09/2013 12:08
Colaborador
Usuário desde: 12/08/2013
Localidade:
Mensagens: 6796
 Re: RARIDADES
Temos que cuidar do ecosistema pois o mesmo é o nosso ambienete, o mundo de nosso viver.

um poema reflexivo