https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

,mais, sempre mais além afora

 
.
.
.
.
.
.
..........................
**************************

,e esqueço-me desta vida, amiúde das cores
que brotam pelas lezírias em mar aberto,

,mais, sempre mais além afora.

,fundeio-me assim por uns momentos
desmemoriado do teu sorriso pelo extenso crepúsculo,
e grito aos ventos que o horizonte pariu em azul,

pudesse eu ser-me.

,quebram-se destinos, fugas, disseste-me um dia,
quão perene é o abrir de asas,

eu.

Ser-me-ia fácil, sim.

E, mesmo que o peso de cada sonho ultrapasse o deserto do vazio interminável gritado sem ecos em volta,
ser-te-á um dia, mais um dia a espera,

[leva-me contigo para longe de mim].

Sem regresso, despojo-me,
[pelos vales onde se espraiam as derradeiras açucenas desfolhadas].

Eu.



(Ricardo Pocinho)


"Floriram por engano as rosas bravas
No inverno:veio o vento desfolha las..."
(Camilo Pessanha)

http://ricardopocinho.blogspot.com/

 
Autor
Transversal
 
Texto
Data
Leituras
629
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/10/2013 19:37  Atualizado: 14/10/2013 19:38
 Re: ,mais, sempre mais além afora
Ricardo, o que seria dos poetas se não fossem as musas! são elas os ventos que nos sopram as velas. e são os cais de chegada. e as almofadas onde encostamos as cabeças a sonhar. parabéns pelo teu belo poema.

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 14/10/2013 20:23  Atualizado: 14/10/2013 20:23
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11172
 Re: ,mais, sempre mais além afora
Ricardo,
Li e fui obrigada a reler pela beleza que encontrei em cada verso.
Beijo
Nanda

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 15/10/2013 11:20  Atualizado: 15/10/2013 11:20
 Re: ,mais, sempre mais além afora
sim, Poeta

que importa abrir asas
sem as agitar

subindo além afora
aqui dentro
do peito
o sonho d'asas feito
voando
neste fora das palavras
amando
através delas
por dentro

sem mais
afora me vou
esperando
no ponto dos encontros
abraçado pela linha onde te sinto


quando escreves
assim


Sorrio-te