https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Camões, se transforma

 


Camões, se transforma

L uís de Camões, alma apaixonada,
U m rio de palavras a versejar.
Í dolo dos poetas, a sonhar...
S ob o luar, a amada desejada.
- Qual louco amor por amar tal amada?
D evaneios! (venturas a imaginar)
E m ti, loucura já transformada:
- Quão límpida, naufragas neste mar!
C ios, seios, selas, selos selados...
A mor descompassado, desse jeito
M altrata e até transforma este sujeito!
O rvalhos vêm, caem... Vão molhados...
E nebriante, o amor não se conforma,
S acode a poeira de qualquer forma...

*Acróstico em Homenagem à Luís de Camões.

SOL Figueiredo

Publicado na Antologia Luís Vaz de Camões e seus convidados - Ed. Mágico de OZ - Portugal - Lançamento dia 08 de fevereiro às 15h, no Hotel Regente Golden Tulip - Av. Atlântica, Copacabana - Rio.Open in new window

 
Autor
solfigueiredo
 
Texto
Data
Leituras
641
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
sommerville
Publicado: 16/01/2014 20:47  Atualizado: 16/01/2014 20:47
Colaborador
Usuário desde: 21/08/2011
Localidade: Porto, Portugal
Mensagens: 1007
 Re: Camões, se transforma solfigueiredo
É sempre bom (re)lembrar Camões . Talvez o maior(melhor) poeta de toda a Literatura Universal.