https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Reverencia

 
Ajoelho
aos pés
de Cristo
e mergulho
num silêncio
profundo!

Ó Mestre
de todos
os saberes
e Idades,
faz de mim,
teu instrumento
neste mundo
que vive
em guerra!

E vou
mais fundo,
p'ra lá de mim,
do aqui e do agora ...

Meu porto de abrigo,
minha Essência,
meu bastão ...
Minha intima Luz
qu'irradia nas trevas,
meu ser profundo,
meu chão!!!

Minha voz,
meu testemunho,
minha Alma imortal,
sem rosto nem idade,
meu suspiro, eterno,
imenso vendaval ...

Toma-me em teu
regaço extenso
e sê meu ser
sem fundo!

E eis-me:
inteiro e imortal!
Intimo e profundo!


Ricardo Louro
em Évora


Ser Poeta é exilio
num pais de condenados
um tormento infinito
de mil olhos rejeitados!

Ricardo Maria Louro

 
Autor
Ricky
Autor
 
Texto
Data
Leituras
414
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.