https://www.poetris.com/
 
Fados : 

Súplica Vã

 
Súplica Vã
 
Quem me dera dormir e não acordar mais
nessas horas em que o sono me trespassa
quem me dera ser a causa dos teus ais
nessas noites, em que só, tu não me abraças.

Se tu soubesses meu amor, ai se tu soubesses
quanto espero ver ainda o teu olhar
não ias pela vida como quem esquece
que um dia nos amámos sem esperar.

Se eu pudesse meu amor, ai se eu pudesse
se eu pudesse ser um pranto em tua voz
chorava a noite que me dói e arrefece
quando longe o teu olhar me deixa só.

Se tu pudesses tocar o meu lamento
que se veste de loucura e solidão
este luto que me pesa, meu tormento
teria a cor das aves, brancas, ao serão.



Ricardo Maria Louro


Ser Poeta é exilio
num pais de condenados
um tormento infinito
de mil olhos rejeitados!

Ricardo Maria Louro

 
Autor
Ricky
Autor
 
Texto
Data
Leituras
340
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
1
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
erro
Publicado: 05/04/2016 05:21  Atualizado: 05/04/2016 05:21
Colaborador
Usuário desde: 04/03/2016
Localidade:
Mensagens: 845
 Re: Súplica Vã
Se o mar pudesse escrever em suas profundezas
o lamento do poeta que canta no fado as tristezas
da solidão, traçaria nas ondas o eco de uma lágrima
que teimosa recusou-se adeus dizer.