https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Soneto da Saudades de Amor Ausente

 
Open in new window

Deixe-me morrer na tempestade
Sentir o gosto da terra na boca
Meus lamentos são na verdade
Apenas a voz louca da saudade

Deixe-me cair neste escuro vazio
De um abismo tão negro, infinito
Buscando ao meu espírito trazer
Um pouco paz a este coração aflito

Deixe-me aqui deitado na relva
Na grama verdejante desta selva
Talvez eu sinta você perto de mim

Deixe-me sentir o intenso tempo
Que violento passa sobre mim
Esta tristeza intensa nunca terá fim

Alexandre montalvan

 
Autor
montalvan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
817
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.