https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Sulamita

 
Da virgem camponesa de Suném, um pastor
seduziu-a, a ver as belezas da primavera;
Tentação! - Seus irmãos sem mais espera,
pela castidade, esconderam-na do seu amor.

Aos raios solares foi exposta nos vinhedos,
De pele alvacenta, a jovem tornou trigueira.
Um dia no caminho, jardim das nogueiras
Conheceu Salomão o Rei, começava o enredo:

Admirado com a donzela de beleza estonteante
Ofereceu toda glória, jóias. Porém seu querido,
Ofertou mais: amor inabalável e perseverante!

Igual à muralha intransponível duma fortaleza,
Paz, não perturbada pela agonia do remorso,
Sulamita, exemplo de moral e castidade. Firmeza!


Maximo Enio da Silva

 
Autor
Maximoeniodasilva
 
Texto
Data
Leituras
678
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
2
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 30/03/2014 12:26  Atualizado: 30/03/2014 12:26
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29220
 Re: Sulamita
Lindas palavras formando esse encanto reflexivo

Enviado por Tópico
Branca
Publicado: 30/03/2014 17:38  Atualizado: 30/03/2014 17:38
Colaborador
Usuário desde: 05/05/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 2986
 Re: Sulamita
Quem dera os amantes se espelhassem no exemplo de Sulamita e seu fiel pastor!
Eis um exemplo perfeito de amor que ultrapassa valores materiais.
Parabens também pelo soneto bem construído.
Grande Abraço.
Branca