https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Cortinas azuis ( Anjo da noite 2 )

 




Oh, meu diáfano anjo da noite...
Efígie de fascínio inebriante
que vem agora,
enquanto o sol cai
sobre os montes
queimando
a fímbria do horizonte...

Quanto me atrai esse facho,
círio de luz,
essa chama do sentimento,
que queima o peito
e traz tantas alegrias ...

Meu anjo tem nome,
também seduz
e enfeitiça ...


II.
Anjo das noites,
que vem para mim
e traz em tantos sorrisos
auréolas radiantes
de tantas felicidades...
Sorria e sorria para mim,
enquanto a natureza viça,
enquanto o céu de abre
em translúcidas cortinas azuis
com brilhantes bordas em prata.

Anjo da noite!
Que deixei entrar
e tomar conta de mim...
Deixe o seu sorriso
úmido no orvalho das flores
ser irradiado pelo vento.

Doce anjo da noite,
luz do meu viver...
Embale meu sono
e acalente meus sonhos...

Mas, o meu anjo tem nome
e meu desejo
ela sempre atiça.
Meu anjo,
é doce e benfazejo,
meu anjo enfeitiça,
meu anjo é minha linda.

Para sempre,
eternamente,
e mais ainda ...
inesquecível presença
neste meu viver !




De arrebatada figura,
sou altivo, sou forte,
não carrego lutos e mágoas,
até um dia enganei a morte,
na sua faina de colher almas
e renasci.

 
Autor
Warmien
Autor
 
Texto
Data
Leituras
447
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 23/05/2014 13:23  Atualizado: 23/05/2014 13:23
 Re: Cortinas azuis ( Anjo da noite 2 )
Poeta Warmien,

Maravilhoso poema, de uma linda intensidade amorosa!

Gostei imensamente!

Beijos,

Anggela