https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Saudade : 

Outros tempos

 
Open in new window


Outros tempos

Eu vivo a recordar os tempos bons de criança
Revivo a juventude que era cheia de esperança
Ouvia os passaros cantar logo ao romper o dia
Por isso queria voltar àquele tempinho bom
Pular a grande fogueira na noite de São João
Foi uma época tão boa, foram noites de alegria

Quando eu aprendi a nadar no Ribeirão Pinguim
Agora lá eu nem volto perdeu a graça pra mim
O monjolinho a bater onde bebiam os animais
Lá não há mais a varanda que havia queijo curado
Mamãe já não assa pão no forno de lenha ao lado
Este cenário singelo já passaou e não volta mais

O sol com raios dourados surgia pela nascente
À tarde meio avermelhado se despedia no poente
Perto de um sabugueiro havia o mastro de S.João
Onde nas festas juninas, rojões subiam a estourar
Vinha gente da cidade para a quadrilha brincar
E as mocinhas da roça dançavam de pés no chão.

jmd/Maringá, 29.05.14


verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
790
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martims
Publicado: 29/05/2014 19:16  Atualizado: 29/05/2014 19:16
Colaborador
Usuário desde: 12/08/2013
Localidade:
Mensagens: 6796
 Re: Outros tempos
Instamtes que eram verdadeiros momentos, nunca mais voltam essem tempos, belo poema