https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Volúpia

 
O teu reboliço
Não nasce da sombra nem do sol
Se cria no puro girar estratosférico
Do inconformismo das estrelas
Um rebuliço donde não nasce uma tulipa
Nasce uma rosa vermelha rodopiando
E todo o teu corpo é uma pétala garrida
Que ampara as sombras fugidias que me formam.
Contudo
Loucura com loucura se paga
Uma volúpia louca
Poesia alienada
Uma chama molhada
Que acende no centro de ti
Verticalizando o meu desejo
Num ímpeto homérico
Penetrando completo o teu ser
Até tudo ser alucinação
Projectada no puro espaço

 
Autor
tiago_rilke
 
Texto
Data
Leituras
676
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
18 pontos
4
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 06/12/2014 03:55  Atualizado: 06/12/2014 03:55
 Re: Volúpia
Sensualidade leve e bela.
Está perfeito! lindo mesmo!

Enviado por Tópico
Ro_
Publicado: 18/03/2015 13:54  Atualizado: 18/03/2015 13:54
Colaborador
Usuário desde: 25/09/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 3985
 Re: Volúpia
Saudades do meu amigo querido!

*-*

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 23/04/2015 03:18  Atualizado: 23/04/2015 03:18
 Re: Volúpia
Volúpia a flor da pele
Foi bom vir conhecer sua escrita
Adorável!

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 23/04/2015 11:26  Atualizado: 23/04/2015 11:26
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29490
 Re: Volúpia
Momentos que os desejos de duas almas se alucinam na mais przerosa sedução, que o prazer vaga pelos corpos se fundindo em afagos