https://www.poetris.com/
 
Textos -> Crítica : 

O homem civilizado

 
O homem dito civilizado vive como um bárbaro na civilização. Faz uso das coisas quotidianas que formam a sua vida - do telemóvel à internet, do automóvel ao ar condicionado - sem as quais não saberia viver e se sentiria complemente perdido, como se essas coisas fossem dadas naturalmente.

O homem civilizado não entende os princípios da civilização, não sabe o mínimo sobre a sabedoria envolvida, sobre a genialidade e imponência criativa que lhe subjaz. Um selvagem pega na banana e come-a, sem se perguntar como é possível tal fruto. O homem civilizado faz o mesmo quando pega no telemóvel: como se fosse uma dádiva da natureza à qual tem um direito também natural.

O homem civilizado carrega nos botões para aceder a tudo o que foi concebido na sua vez e desse sentimento de poder chega a confundir “entender” com “manejar”. Porque entender genuinamente está tão fora dos seus intentos que nem a própria palavra entende.

 
Autor
tiago_rilke
 
Texto
Data
Leituras
1238
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
2
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/05/2012 14:43  Atualizado: 03/05/2012 14:43
 Re: O homem civilizado
"(...) Porque entender genuinamente está tão fora
dos seus intentos que nem a própria palavra entende."


Seria até redundância de minha parte acrescentar,seja lá
o que fosse no que explanastes com intensa perfeição.


Nessas ricas verdades, só ressalvo que estais coberto de razão
é controverso esse andar do ser humano através do tempo, principalmente
na actualidade.


Minhas sinceras congratulações Tiago por essa reflexão valiosa

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 15/06/2014 22:05  Atualizado: 15/06/2014 22:05
 Re: O homem civilizado
pois é, hoje comi o telemóvel e meti a banana na orelha...ou foi ao contrário ? ehehe
gostei muito Tiago, beijo