https://www.poetris.com/

 
Offline
tiago_rilke
Volúpia
O teu reboliço Não nasce da sombra nem do sol Se cria no puro girar estratosférico Do inconformis...
Enviado por tiago_rilke
em 06/12/2014 03:42:58
Offline
tiago_rilke
Volúpia
O teu reboliço Não nasce da sombra nem do sol Se cria no puro girar estratosférico Do inconformis...
Enviado por tiago_rilke
em 06/12/2014 03:42:53
Offline
tiago_rilke
Música vertigem
A música como uma vertigem encantada em acelaração contínua para o êxtase sucessivamente adiado ...
Enviado por tiago_rilke
em 02/01/2013 06:31:27
Offline
tiago_rilke
A graça da seriedade
Esse rosto que se desenha na imprevista cizudez de um cinza circunspecto Com o olhar que se pr...
Enviado por tiago_rilke
em 29/11/2012 03:55:54
Offline
tiago_rilke
saudade
Como olhar agora o horizonte mar o sol Agora se os teus olhos não seguem os meus? Como dizer uma...
Enviado por tiago_rilke
em 21/06/2012 03:51:49
Offline
tiago_rilke
O homem civilizado
O homem dito civilizado vive como um bárbaro na civilização. Faz uso das coisas quotidianas que f...
Enviado por tiago_rilke
em 30/04/2012 05:03:10
Offline
tiago_rilke
revolução
Mudar o mundo? E se olhasses o espelho Esculpisses o pó Donde a imagem surge? Cara a cara homem....
Enviado por tiago_rilke
em 07/11/2011 04:55:05
Offline
tiago_rilke
Ser
Esta maçã nasceu No instante preciso Que o meu olhar a cruzou O vermelho é a memória de Adão E o ...
Enviado por tiago_rilke
em 20/07/2011 01:16:53
Offline
tiago_rilke
Karl Popper
Não contemples o horizonte Esquece esse poeta antigo Que vive nostálgico do infinito: Não suporta...
Enviado por tiago_rilke
em 16/06/2011 03:52:31
Offline
tiago_rilke
sai.
O motor da minha vontade: cilindrada incalculável. Sai. só quero que saias. A minha única funcion...
Enviado por tiago_rilke
em 21/02/2011 03:29:51
Offline
tiago_rilke
MAX WEBER
Dos três tipos de poder o carisma é a temível musa...
Enviado por tiago_rilke
em 16/02/2011 04:06:23