https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

PEREGRINA

 
Open in new window

Peregrina
pra onde vais
com as mãos vazias?

- sigo em frente o ponto
se me faz indiferente
nas mãos, às escondidas
vão as ausências...

espalmadas, vão cheias de procura
de uma visão clara de sonho
quando nelas distraída eu ponho
rios, luas e céus e de alguma estrela
que crepita e cai
na aquarela do meu olhar
quando ele se tinge da noite
mais escura...

ocultos vão também
recortes de amores partidos
desamores nutridos

ali estão, camuflados
os adeuses, torvelinho
em meu escaninho
os silêncios permeados
pelo eco de canto e de grito
que interpreto no palco
feito de infinito

de quase nada
um pouco de tudo
seguem comigo.


Maria Lucia (Centelha Luminosa
)


Por não saber do brilho das estrelas,
alumio veredas dentro de mim


Open in new window


 
Autor
Semente
Autor
 
Texto
Data
Leituras
737
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
47 pontos
9
7
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/12/2014 02:35  Atualizado: 14/12/2014 02:35
 Re: PEREGRINA
Permita-me viajar um pouquinho...quanta coisa cabe em quase nada? me impressiona isso. Questionamos alguém: o que está sentindo? vem a resposta: quase nada. E posso ter a certeza que existe uma infinidade de sentimentos, dúvidas, medos , amores, paixões, dores, sonhos e recortes. Tudo tão bem camuflado que parece quase nada. tudo e quase nada tornam-se sinônimos...e quando você interpreta vc carrega tudo isso, você vive um pouquinho desse tudo. O ator, o compositor, o poeta absorvem mil vidas e tem que ter a capacidade mental de sorrir quando por vezes só quer um colo. parabéns, te admiro muito. beijão.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/12/2014 11:33  Atualizado: 14/12/2014 11:33
 Re: PEREGRINA
Bom Dia!
Sua poesia toca minha alma peregrina...
Um prazer ler-te.
obrigada
Bj

Enviado por Tópico
MelissaOwenAlways
Publicado: 14/12/2014 14:16  Atualizado: 14/12/2014 14:16
Da casa!
Usuário desde: 28/11/2014
Localidade:
Mensagens: 309
 Re: PEREGRINA
Identifico-me muito com este poema de tantas formas. Podemos viajar de tantas maneiras. pelo mundo, pela escrita, por mundos criados por nós enquanto escrevemos... E eu sou assim viajo um pouco de todas as formas escrevendo depois o que sinto o que vi e vivi.
Podemos começar de mãos vazias, mas quanto mais caminhamos, quanto mais vivemos e experienciamos mais enchemos o nosso coração e as nossas mãos de sonhos, experiências e vivências que nunca ninguém nos pode tirar. :)

Um beijinho bom fim de semana


Enviado por Tópico
GELComposicoes
Publicado: 14/12/2014 17:50  Atualizado: 14/12/2014 17:50
Luso de Ouro
Usuário desde: 04/02/2013
Localidade: Uberlândia - MG - Brasil
Mensagens: 2374
 Re: PEREGRINA
Gostei!
Belo poema.

Abração;

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 14/12/2014 22:28  Atualizado: 14/12/2014 22:28
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29264
 Re: PEREGRINA
Passos que se liam nos perfeitos de uma arte que esta nos anseios que caminha para os ventos que as tocam para o infinitos fulvo onde os ecos gritam em silêncio.


Enviado por Tópico
RayNascimento
Publicado: 16/12/2014 21:50  Atualizado: 16/12/2014 21:51
Membro de honra
Usuário desde: 13/03/2012
Localidade: Monte Roraima - Brasil
Mensagens: 6400
 Re: PEREGRINA
Loas para "PEREGRINA"
sem palavras...
Ray Nascimento
Open in new window