https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

REPRODUÇÃO

 
Tags:  amor    poema    poesia    Portugal    antónio botelho  
 
O Homem quer e esta terra reproduz
A semente que dentro de nós jaz
Uma luz que deste átrio conduz
O destino convulso que se aprás

Santa condenação que nos faz jus
Crepúsculo nascente tão fugaz
E as novas crias com negro capuz
Vivem a vida em câmaras de gás

Sonho e vida cavalgam riem unas
E despenham-se sobre baças dunas
O sonho e o vinho da terra rachada

Convento em sentimentos renegados
Embriões congelados e farpados
A bondade do mundo está manchada

13 de março de 2014
António Botelho


Há muito que meus tons melódicos poéticos não se gesticulam em escrita ou sapiência mental, pois eis que o amor chegou e a poesia abafou...

 
Autor
antóniobotelho
 
Texto
Data
Leituras
1241
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
31 pontos
3
6
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/12/2014 12:13  Atualizado: 22/12/2014 12:13
 Re: REPRODUÇÃO
o Homem molda a Natureza às suas conveniências. parabéns, António

Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 22/12/2014 22:23  Atualizado: 22/12/2014 22:23
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12514
 Re: REPRODUÇÃO P/antóniobotelho
Boa noite, a Natureza é o convento e onde estão os frades... abraço. Vólena

Enviado por Tópico
RayNascimento
Publicado: 30/12/2014 19:09  Atualizado: 30/12/2014 19:15
Membro de honra
Usuário desde: 13/03/2012
Localidade: Monte Roraima - Brasil
Mensagens: 6470
 Re: REPRODUÇÃO
O universo inspira na grande colheita
O homem faz o que lhe convém, sem
Ao menos se preocupar com o porvir
Achando que não há vida, além daqui
Seu despertar é lento
E assim caminha, a humanidade
Muitos sem saber que caminho, seguir

...
Favorito 1

Ray Nascimento
Open in new window