https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Não sei como idealizas o amor !?

 


Open in new window




Minha avó ensinou-me que o amor é como o queijo fresco .

Não necessita de muitos ingredientes, só de dois …depois, basta juntar dedicação infinita, um tempo preciso, um lugar ideal para que a união dos temperos não azedem e se moldem de forma compacta e equilibrada …

Na minha vida esperei que o amor fosse dessa simplicidade tão difícil de alcançar …

Por isso procurei o outro “ingrediente “ a alma gémea que todos sonhamos encontrar…

Errei, sobrevoei o céu, mudei de continente há procura desse chão com a mesma cor dos seus olhos …

Depois de muitas tentativas, resignei-me nos braços de um mártir …de uma causa emancipada de Deus vivo...

Mais tarde, numa tarde de domingo, ouvi a minha avó dizer que o segredo para realizarmos o melhor queijo fresco é sermos exigentes connosco mesmo e percebemos que podemos melhorar sempre ….
Em forma de desabafo me dizia que ainda sonha em fazer o melhor queijo de sempre …

Talvez meu erro, foi não perceber que temos de ser dignos de encontrar essa alma, e quando a encontramos, fazer de tudo para não deixarmos de ser a mesma alma que a outra pessoa sempre procurou …



 
Autor
Catópode
 
Texto
Data
Leituras
658
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
6
3
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 21/03/2015 21:28  Atualizado: 21/03/2015 21:28
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 17344
 Re: Não sei como idealizas o amor !?
Poeta
Emocionante! Preciso aprender a fazer queijo! O meu sempre azeda!

Gostei imensamente!
Beijos!
Janna


Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 21/03/2015 22:07  Atualizado: 21/03/2015 22:07
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8696
 Re: Não sei como idealizas o amor !?
Sábios ensinamentos de sua avó, caro poeta.

Penso que dos maiores erros é a idealização sobre pessoas a quem se deseja amar, de nós para elas e vice versa. Quando surge a pessoa em questão, comete-se o equívoco de vesti-la com a própria idealização, e perde-se a rica oportunidade de conhecer melhor quem se aproxima, pois já será tarde, porque ela estará vestida com a vestimenta que se criou.

E o poeta tem toda a razão: " fazer de tudo para não deixarmos de ser a mesma alma que a outra pessoa sempre procurou …"

Parabéns por tão belo poema!

Abraços...


Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 21/03/2015 23:48  Atualizado: 21/03/2015 23:48
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12514
 Re: Não sei como idealizas o amor !? P/Catapóde
Vai ver que quando for avó ainda se lembra da feitura desse queijo e ensina ás netas...as avós são assim sabem quase tudo... Vólena