https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Fotografia Silenciada

 
Tranço o cabelo. Não há nenhuma dor que me apanhe as pontas dos cabelos sem eu querer que fogo me queime o corpo.

Os meus lábios mexem-se e ainda assim não dito nenhum som. Embebedo-me em silêncio, o melhor dos remédios para uma mente que não se acomoda com o ruído de toda a existência de uma cidade tão estritamente desenhada em cinzento.

Levanto-me e não me deixo abanar.
Sei que a hora de ir não tarda. Sei que toda esta ânsia não durará num quadro que foi pintado em aguarelas , em tempo de nuvens.

Encosto-me à parede e deixo-me ficar. Sei que um sorriso não viria pedido. Sei que um choro já foi ditado em outros tempos de sol e radiações de nada.

Deito-me no sofá vermelho de uma garagem velha. Oiço o ricochete da guitarra em torno de ferro velho sem dono. Volto às origens.

A pedra rola se for bem talhada. A pedra talha se não for para rolar.
Quem não vê, pinta. Quem não faz, ensina. Quem não é, tenta ser.

Quem não amargura, deixa ficar silenciada a fotografia de tempos.
E quem já não te ama, esquece-te.

Lau'Ra
 
Autor
Lau'Ra
Autor
 
Texto
Data
Leituras
551
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
4
4
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Transversal
Publicado: 13/05/2015 06:25  Atualizado: 13/05/2015 06:25
Colaborador
Usuário desde: 02/01/2011
Localidade: Fortaleza - Lisboa
Mensagens: 3687
 Re: Fotografia Silenciada
já a algum tempo que não te lia Poetisa, mas é sempre muio agradável saber que ainda escreves, mesmo que te encostes à parede e te deixes ficar,
"Quem não é tenta ser
Levanto-me e não me deixo abanar.
Sei que a hora de ir não tarda.", como esse teu regressar às origens "deixa ficar silenciada a fotografia de tempos". Ainda bem que a estrada recomeça. Obrigado.

Agradeço-te

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/05/2015 11:28  Atualizado: 13/05/2015 11:28
 Re: Fotografia Silenciada
Poetisa,

Agradável ler-te!

Poesias assim são puro encantamento!

Beijos,

*Anggela*

Enviado por Tópico
martims
Publicado: 13/05/2015 11:50  Atualizado: 13/05/2015 11:53
Colaborador
Usuário desde: 12/08/2013
Localidade:
Mensagens: 6797
 Re: Fotografia Silenciada
Instantes que vem da vida, que se propaga com o silêncio de um ebando onde o tempo se faz deixando marcas.

belo poema

Enviado por Tópico
RayNascimento
Publicado: 13/05/2015 15:13  Atualizado: 13/05/2015 15:14
Membro de honra
Usuário desde: 13/03/2012
Localidade: Monte Roraima - Brasil
Mensagens: 6400
 Re: Fotografia Silenciada
Num quadro pintado em silencio
Editas a poesia que corre entre teus dedos.
Bela é a "fotografia silenciada de tempos".
gostei muito + favorito!!!
Ray Nascimento
Open in new window