https://www.poetris.com/
 
Textos : 

Da madrugada

 
A noite, com efeito, "dissolve os homens" - como já bem disse uma vez o poeta Drummond. Principalmente quando se trata de uma parte específica dela: a madrugada. Ora, a madrugada, um não-tempo para aqueles que insistem em estarem acordados, se não passa, também é tempo outro: não deturbada pela visão da utilidade, pelos afazeres cotidianos, é tempo responsável pelo cair em si mesmo, isto é, de perceber a si mesmo como um ser existencial, o que a torna, por consequência, ao mesmo tempo, tão chocante, tão tediosa e, para alguns, sobretudo, tão entristecedora.

 
Autor
UsuarioZWT
 
Texto
Data
Leituras
240
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.