https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Sagrada Terra

 
Tags:  solidão    desilusão    Sagrada Terra  
 
Onde será que está a sagrada terra
Tão fértil como um puro coração?
Donde apenas o real amor impera
Penhorando asas de libertação

Tal qual procuro vendado e sozinho
Dentre sete mares,tantas galáxias...
A solidão espeta-me como espinho
Entristecendo do olhar até as hemácias

Talvez à nós ela seja proibida
Pelo ódio que,à todos,apodrece
Como uma dádiva não recebida

Aonde foi o amor que tanto nos aquece?
De maneira deveras esquisita
Parece que todos nós ele esquece...




 
Autor
MatheusBelfort
 
Texto
Data
Leituras
1997
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
6
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 07/06/2015 22:37  Atualizado: 07/06/2015 22:39
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8696
 Re: Sagrada Terra
Olá poeta!!

Que belo soneto, todo tecido em inquirições acerca do amor e da ausência dele...
As mesmas perguntas são feitas em todos os tempos, por todos nós, e muitos até duvidam da existência desse nobre sentimento, talvez porque o busquemos fora de nós mesmos, é que reside essa dificuldade de encontrá-lo.

Mil parabéns Matheus!

Bjosss


Enviado por Tópico
martims
Publicado: 07/06/2015 23:05  Atualizado: 07/06/2015 23:05
Colaborador
Usuário desde: 12/08/2013
Localidade:
Mensagens: 6797
 Re: Sagrada Terra
Sentimentos que procuram nos ases dos ventos, os sentidos envaidado pelo algo que se foi deixando no coração uma dor de paixão.

Intenso, palavras tristemente aclamada.


Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 08/06/2015 04:11  Atualizado: 08/06/2015 04:11
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6594
 Re: Sagrada Terra
Olá MatheusBelfort.

Parabéns,
um lindo
soneto...
Movido pela
terna saudade.

Abraços,
Mary Jun

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/06/2015 20:20  Atualizado: 09/06/2015 20:20
 Re: Sagrada Terra
Belíssimo soneto!