https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

À REVELIA

 
Tags:  SONETOS 2014  
 
À REVELIA

Eu não quero o que tu queres. Não mais.
Essa estrada que segues não me agrada,
Pois, embora haja eu vã toda jornada,
A tua me destina a sós umbrais.

Não quero ir. Não importa aonde vais
Ou se vou me esforçando para nada.
Anda logo, senão envergonhada
Não chegas hoje nem nunca jamais.

Corre... Enquanto o tempo te é propício.
Sei que a ambição eleva-te alterosa,
Mas o topo é, não raro, um precipício.

Não vou não! Não sei ver a vida em rosa,
Tampouco viver fácil como em vício.
Vai via! És companhia perigosa...

Betim - 28 05 2014


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
327
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.