https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Surrealistas : 

Regresso ao Sonho

 
Tags:  sonho  
 
Regresso ao Sonho

Regresso deste meu sonho,
meu paraíso desconhecido,
onde, na relva húmida,
do orvalho da madrugada,
caminho nu e descalço
no jardim silvestre.

Regresso desse teu sonho,
e reencontro a solidão,
e, no chão chão bravio,
caminho vestido e descalço,
em lama de ingremes veredas,
que me tolhem de cansaço.

Regresso do nosso sonho,
por traição da mente insana,
ao meu coração desvalido.
Acordo no ressalto da vida,
negando-me a mais felicidade.
E o meu ser estremece frio!

Regresso ao mundo dos mortos,
que caminham vivos sem alma,
donde desejo breve evasão.
Regresso ao passado da intriga,
ao medo paralítico do ódio,
mas meu olhar se perde no vazio.

Caminho como sombra de mim,
de olhar cravado na vergonha
e na imensidão da imundície.
Espero a noite fatal de sono
para que eu desafie a vida traindo,
sonhar o destino de ti.

Regresso, na noite, ao sonho…
Ah, como meu coração é ansioso
desse teu sorriso de amante!
Regresso, feliz, ao teu corpo,
onde me refugio, amando-te,
e abandono o meu corpo à morte!


Poet@ sem Alm@
João Loureiro


Open in new window

Lisboa, 29/07/2015.
 
Autor
Poeta.sem.Alma
 
Texto
Data
Leituras
382
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
0
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.