https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O BANCO DE JARDIM

 
Sentado num banco de jardim
Vejo as crianças brincando
Soltam sorrisos sem fim
Espalham alegria sonhando

Sentado num banco de jardim
Vejo pássaros que voam
Em liberdade
Sinto alegria ao vê-los
Mas também sinto saudade

Sentado num banco de jardim
Vejo luz e vejo esperança
Ate me lembro de mim
Quando eu era criança

O tempo passou
Pelo jardim desgastado
Tanta gente ali sonhou
Naquele banco sentado

Pássaros já lá não cantam
Crianças não brincam lá
Nele já nada plantam
Mas o velho banco
Ainda lá está

 
Autor
Paulo Silva
 
Texto
Data
Leituras
1224
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.