https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

De um sonho, irá raiar o sol

 

".. Desde que renunciei a ser pacífica alma
como um barco enfrento as ondas de proa...”

----------------------------------------


- De um sonho, irá raiar o sol -





Deixe-me só, não ficarei eternamente
cercado por essas muralhas da mentira,
sob murmúrios ruidosos da tempestade.
Tudo estava tão cheio de felicidade
sob o céu claro como cúpula de safira.
Do cerne da alma em tão fortes passos
emergem anseios em duelos gigantescos.
Serei capaz de deslindar esses laços,
terei a vida tranquila, sem arabescos?

Desde que renunciei a ser pacífica alma
como um barco enfrento as ondas de proa,
assim me afastarei das catedrais sombrias.
Abraçado aos ideais atingirei as margens
será então manso lago, águas sem estrias,
de um sonho, irá raiar o sol de um novo dia.

23092015
--------------------------------------------------------------
©LuizMorais. Todos os direitos reservados ao autor. É vedada a copia, exibição, distribuição, criação de textos derivados contendo a ideia, bem como fazer uso comercial ou não desta obra, de partes dela ou da ideia contida, sem a devida permissão do autor.




" ...descrevo sem fazer desfeita,
meu sofrer e meus amores
não preciso de receita
muito menos prescritores."




 
Autor
LuizMorais
 
Texto
Data
Leituras
714
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
0
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.