https://www.poetris.com/
 
Textos -> Amor : 

Ela caminhava tacteando no silêncio da noite

 
Ela caminhava tacteando no silêncio da noite
 
Foi numa tarde de sábado que te vi partir, o céu chorava bastante, os pássaros não tinham sossego, aventava muito, as árvores dançavam tango com o vento, as aves não tinham onde pousar, ondulavam nas nuvens carregadas de lágrimas, que embaciavam olhos da lua. E tu decidida a partir, encobriste com a escuridão da noite que parecia provir das copas frondosas das árvores. Caminhavas tacteando no silêncio que metia medo aos deuses das trevas.
Ao longe, o uivar dum coiote quebrou a monotonia do tempo, ecoando entre gargantas das montanhas que pareciam arranha-céus duma cidade adormecida. Apesar desta panorâmica assustadora, tu não assustaste, tinhas sempre o olhar em frente e era para frente que te conduziam teus pés de menina determinada à desafiar o impossível, de longe te seguia, apreciando tua ousadia, que a nenhuma alma vivente recomendaria.
O dia se anunciava no horizonte colorido, quando te vi agachar e apanhar uma rosa arrancada pelo vento da noite anterior, soltei um assobio, ergueste a cabeça e me chamuscaste com teu lindo olhar, o céu sucumbiu, meu coração parou, te dirigi um olá tímido, e tu retribuíste com o mais belo sorriso do mundo das beldades. Quis correr e aninhar-me nos teus braços, mas meus pés não obedeciam, pareciam plantados ao chão molhado e escorregadio, e tu, bamboleando tuas perfeitas ancas, vieste depositar beijo nos meus lábios trémulos, fechei os olhos e quando os abri, desfaleci nos teus braços, e tu, minha doutora, minha curadora do amor, olhaste para o céu, humedeceste lábios e me beijaste a alma, do mundo dos mortos por amor ressuscitei e abraçados, regressamos ao nosso kimbo, às nossas machambas e aos jardins do nosso namoro.

Adelino Gomes-nhaca


Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
837
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
54 pontos
16
7
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 26/09/2015 01:59  Atualizado: 26/09/2015 01:59
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8696
 Re: Ela caminhava tacteando no silêncio da noite
Caro poeta, sonhar é preciso e realiza-los é melhor ainda.
Teus versos transcendem à própria razão porque a paixão não deixa nada para depois. Parabéns, Upanhaca, gostei!

Beijinhos!


Enviado por Tópico
Ro_
Publicado: 26/09/2015 04:34  Atualizado: 26/09/2015 04:34
Colaborador
Usuário desde: 25/09/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 3962
 Re: Ela caminhava tacteando no silêncio da noite

Belíssimo, poeta!
Parabéns!
Um beijinho!



*-*


Enviado por Tópico
kripy
Publicado: 26/09/2015 06:49  Atualizado: 26/09/2015 06:49
Colaborador
Usuário desde: 26/05/2010
Localidade:
Mensagens: 2994
 Re: Ela caminhava tacteando no silêncio da noite
Ola meu grande amigo Upanhaca,adorei ler sua história de amor,um grande abraço,kripy.


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 26/09/2015 14:13  Atualizado: 26/09/2015 14:13
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9267
 Re: Ela caminhava tacteando no silêncio da noite
Bom dia Adelino quando a realidade se faz inóspita as nossas demandas afetivas, a solução é partirmos para os devaneios, parabéns pelo incisivo poema, um abraço, MJ.


Enviado por Tópico
Eureka
Publicado: 27/09/2015 09:34  Atualizado: 27/09/2015 09:34
Colaborador
Usuário desde: 02/10/2011
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4212
 Re: Ela caminhava tacteando no silêncio da noite
Bom dia Adelino,

Sua crónica é um sonho fabuloso de quem ama e tem consciência do que provem do amar e do ser amado.
Deliciei-me nesta leitura na forma das mais incríveis imagens, detalhadas e idealizadas por momentos, e em outros imagens reais do nosso Mundo - se soubermos prestar atenção ao que nos rodeia.
Uma crónica filmada na mais rica sensibilidade e rica criação.
Deixo os meus parabéns sinceros. Eu gostei por demais do que aqui li e vi hoje.

Beijos
Eureka/Maria


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 28/09/2015 13:10  Atualizado: 28/09/2015 13:10
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29201
 Re: Ela caminhava tacteando no silêncio da noite
Refletem-se dos vendadeiros encantos, as mais belas essências vindo dos mais belos olhares, o amor acontece nesse planto momento que o coração sente, e fascina.

magnifico poema


Enviado por Tópico
kirinka
Publicado: 29/09/2015 11:01  Atualizado: 29/09/2015 11:03
Colaborador
Usuário desde: 17/03/2015
Localidade:
Mensagens: 724
 Re: Ela caminhava tacteando no silêncio da noite
___________________________________________

Caramba!

Vou preferir ficar silenciosa!!...e levar comigo...Lindo!!



Abraço da Luka


Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 29/09/2015 11:37  Atualizado: 29/09/2015 11:37
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12509
 Re: Ela caminhava tacteando no silêncio da noite
Que lindo! Eu sucumbi e os meus olhos viram um amor grandioso numa escrita suave e perfeita. Muitos parabéns e um favorito...para mim! Abração
Vólena