https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Acalantos de um sentir latente

 


Desse teu corpo delicioso,
esculpido por divino cinzel,
serei admirador fervoroso,
obediente... o servo mais fiel.

Então, sem pejo,
me confesso,
enredado em seus desejos,
teu seguidor professo,
cativo de teu encanto.
Que tua presença doravante
recolha da tristeza esse manto.
Seja precursora incessante,
todos acalantos oriente
neste sentir latente.


De arrebatada figura,
sou altivo, sou forte,
não carrego lutos e mágoas,
até um dia enganei a morte,
na sua faina de colher almas
e renasci.

 
Autor
Warmien
Autor
 
Texto
Data
Leituras
369
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
4
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 01/11/2015 00:12  Atualizado: 01/11/2015 00:12
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6594
 Re: Acalantos de um sentir latente
Boa noite, Warmien,

Belíssimo teu texto... De verdade magistral.

Abraços,
Mary Jun


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 01/11/2015 08:47  Atualizado: 01/11/2015 08:47
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29310
 Re: Acalantos de um sentir latente
Esculpi-se as palavras em um vacino onde os sentidos se maneiam naquele paixão vassa.

lindo poema