https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Testemunhas silentes

 




Desta modesta campa que habito,
o imponente mausoléu em frente,
vestido em bronze e granito
quase toda a luz me furta;
deixa-me ver apenas exíguos lampejos
das gotas de orvalho nas flores de murta,
como delicadas contas de lágrimas jacentes,
testemunhas silentes deste sofrimento interminável.


" ...descrevo sem fazer desfeita,
meu sofrer e meus amores
não preciso de receita
muito menos prescritores."




 
Autor
LuizMorais
 
Texto
Data
Leituras
664
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
35 pontos
3
4
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 16/11/2015 10:00  Atualizado: 16/11/2015 10:00
 Re: Testemunhas silentes
gostei. parabéns, Luiz

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 16/11/2015 11:05  Atualizado: 16/11/2015 11:05
 Re: Testemunhas silentes
A imponência só tem valor se a mesma reconhecer nesse valor, a dimensão do simples, como a água de anjo,que só os raros olhos conseguem ver e guardar.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 17/11/2015 10:16  Atualizado: 17/11/2015 10:16
 Re: Testemunhas silentes
Lágrima que faz do silêncio seu intenso viver