Poemas : 

palavras ao vento.

 
Palavras ao vento.
Quando ti vejo.
Sinto que os meus olhos avisa a coração.
E nessa conspiração, que o corpo compactua.
Eu pergunto, onde fica meu eu.
Ou terei que não mais amar.
Ate minha alma já quer abandonar me de rastro quando sente a sua.
Já até pensei em um feitiço mandado.
Para me enrolar.
Se for.
Até rezo ladainha, para de junto de você não mais sair.
Entrou na minha vida, sem nada exigir.
Veio de mansinho, como se não se quer nada.
E desarmou minha estrutura.
Já nem sei mais o que dizer.
E o pior, cada vez que ti vejo, só sinto prazer.
Realmente você me tira do serio.
E me pergunto o por que.
O que esses danados, olhos, alma e coração, virão de tão anormal.
Não sei a resposta.
Talvez a poesia a nos impressionar
Ou quem sabe.
Eu aqui jogando palavras ao vento.
Como se fosse uma grande fogueira, que não quer se queimar.
Resoluto, com esse renomado mistério.
Que já nem sei disfarçar.
Suplico, que atire a primeira pedra.
Aquele, que por amor nada ocultou..
JCJ

 
Autor
JCJ
Autor
 
Texto
Data
Leituras
603
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
30 pontos
6
4
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 25/11/2015 12:34  Atualizado: 25/11/2015 12:34
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 18165
 Re: palavras ao vento.
J
Apreciei a leitura!
Beijos!
Janna


Enviado por Tópico
SoniaLeticia
Publicado: 25/11/2015 12:37  Atualizado: 25/11/2015 12:37
Muito Participativo
Usuário desde: 25/11/2015
Localidade:
Mensagens: 52
 Re: palavras ao vento.
Poeta! Mesmo quando o fogo não arde, há o silêncio e a cumplicidade das velas. A poesia permanece em que pesem os acontecimentos não favoráveis. Como já foi escrito magistral e acertadamente: “amar é verbo intransitivo".


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 19/12/2015 05:53  Atualizado: 19/12/2015 05:53
 Re: palavras ao vento.
Gostei de ler novamente.
Feliz natal amigo JCJ,um beijo carinhoso.