https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

violinos de inverno

 







em mim passou janeiro
deixando rastro de chuva
e aquela esperança de vê -lo retornando
com o sol nos olhos
e nas mãos transbordando a vontade
de sentir-me inteira entrega.

neste tempo

(quando maresias
também no ar
se quebram)

pro silencio
vão as tempestades

vem o vento
ser lamento
varrendo o calor
que insistiu ficar
na pele

nela se adere
o sopro
como apertado abraço
me repassa
friorenta vestimenta de saudade










beirando um mar infinito

 
Autor
MyrellaCasav
 
Texto
Data
Leituras
286
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
0
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.