https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

in certo tempo respira

 
Tags:  vida    indefinida    metragem  
 






do maleável
quente
ventre
da rígida
semente
também
início
vem
rompendo
de dentro
sabe-se
ser
evento
em movimento
espalmado
corrompido
agarrado
expulso
acariciado
abandonado
abraçado
respirado
de
indeterminada
duração
findada
dentro
de eterno
silencio
distante
de ventre
e de
semente







O que, às paredes, confesso.

 
Autor
MarySSantos
 
Texto
Data
Leituras
238
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
17 pontos
3
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 16/03/2016 14:36  Atualizado: 16/03/2016 14:36
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 6496
 Re: in certo tempo respira
Poetisa Mary,

Quando a bendita vida sai do ventre mãe, cresce pra o mundo servir, porém, é botado, na maioria dos casos, ao mundo da indiferença pelo egoísmo dos homens.

Lindo poema, adorei-parabéns.
Abraço!
upanhaca

Enviado por Tópico
Frederico
Publicado: 16/03/2016 16:17  Atualizado: 16/03/2016 16:17
Colaborador
Usuário desde: 12/08/2014
Localidade: Loures
Mensagens: 604
 Re: in certo tempo respira
Lindo este retrato
in certo tempo que respira
do eterno silencio
rompendo de dentro...sabe ser !
Aplauso
FC

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 19/03/2016 15:06  Atualizado: 19/03/2016 15:06
 Re: in certo tempo respira
Belos versos!