https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Assinatura

 
Tags:  voo livre  
 
Olha-me...

Começa por prender-me o olhos, como quem se agarra à vida,
depois, encontra-me na descida,
penetra a fundo nas águas já turvadas pelas chuvas
(meu rio é nomeado afluente de temporais),
contorna-me as esquinas, sobe e desce as minhas curvas
(a minha terra é de ímpetos, vai do céu aos meus beirais),

e dilui-te na mistura
do que sou:
um tanto de água impura
(tanto sal a adulterou!),
um excesso de ternura
(que por pouco já pecou...)
cores de vinhas em cultura
(que o outono acastanhou),
e alguns brilhos de outrora
(que a idade não apagou)...

Olha-me...

Segue as veias do meu delta, como quem persegue a foz,
depois, baixa um pouco a tua voz...
respeita o voo das águias que, no fundo, são gaivotas
(o meu sonho é mar aberto, eu navego em fantasias),
não te espantes de temor, à vista das minhas rotas
(só quero levar-te a praias onde sem mim não irias)...

E não te assustes:
O que tenho de adamastor:
(olha de perto...),
é tão pouco, meu amor!



Teresa Teixeira


 
Autor
Sterea
Autor
 
Texto
Data
Leituras
592
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
25 pontos
3
3
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 20/03/2016 17:03  Atualizado: 20/03/2016 17:03
 Re: Assinatura
Bom trabalho! Boa tarde!

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 20/03/2016 20:18  Atualizado: 20/03/2016 20:18
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 17723
 Re: Assinatura
Poetisa
Perfeito! Levei!
Beijos!
Janna

Enviado por Tópico
Juvenal Nunes
Publicado: 21/03/2016 17:08  Atualizado: 21/03/2016 17:08
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2013
Localidade: Douro Litoral
Mensagens: 525
 Re: Assinatura
«...por mares nunca dantes navegados...» é sempre esse o risco da rota do amor.

Juvenal Nunes