https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O PIOR DOS PESARES

 
O pior dos pesares

E hoje, com uma bagagem de antologia poética
Carrego comigo cheiros e desejos
de um tempo que não volta mais
Com astúcia sigo enfrentando o dia a dia
E entendendo que o ditado dos leões começa a
fazer sentido
Deve-se matar um leão por dia para sobreviver
No passado já estive mal, e contudo, muito sofri
Mas dessa lição tiro aprendizados para a vida inteira
Não se deve deixar a confiança em uma segunda chance
Muitas vezes na vida não temos a segunda chance
Essa chance deve ser nada mais nada menos que mera opção
E não a garantia de que algo possa ocorrer
Devemos utilizá-la como subterfúgio
E não como garantia de algo que venhamos a fazer
Por isso dedico-me em minha primeira oportunidade
Para que não seja necessário planejar e utilizar a segunda
E hoje agradeço por isso, pois me tornei uma pessoa firme
E tenho orgulho de meus passos
Isso não quer dizer que não errei
Isso quer dizer que busquei o aprendizado em meio ao sofrimento
Sei que no fundo sou uma boa pessoa
O que encontra-se em falta
Tenho um bom coração
Muitas coisas foram conquistas com caminhadas árduas
Sem saber o dia que estava por vim
Recebi muita ajuda
Mas disso aprendi o quão importante é a valoração
Dar valor e tirar proveito
Não se deve estagnar-se
E contudo digo, sob o pior dos pesares
Que eu venci na vida
Sou uma pessoa vencedora, tenho glórias e vitórias
Eu creio em mim
Eu busco por mim
Eu realizo por mim
Não sou melhor do que ninguém
Mas tenho o que muitos gostariam de ter
Fé e persistência
Distanciam da decadência


Thábata Piccolo

Curitiba, Outono de 2016

 
Autor
Pensadora
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1842
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.