https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Góticos : 

Alegoria

 
Open in new window
Alegoria

Então viveu como morreu
na fronteira da loucura
em um silencio absoluto
não choraram as carpideiras
não houve nem mesmo luto.

Não havia flores.. nada havia
nem mesmo uma lúgubre toada
no céu até a lua se escondia
e não era nem ainda madrugada
no estertor daquela noite fria.

Inevitavelmente era um adeus
sem que houvesse algum sentido
seu traço fraco foi desaparecendo
em seu derradeiro abrigo.

Há uma cálida nuvem que ali flutua
na alegoria da morte feito cinzas
é quarta feira e morreu às mínguas
e
a morte resolveu esconder a luz da lua.

Alexandre

 
Autor
montalvan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
367
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
1
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
erro
Publicado: 06/07/2016 14:47  Atualizado: 06/07/2016 14:47
Colaborador
Usuário desde: 04/03/2016
Localidade:
Mensagens: 845
 Re: Alegoria
Depois que li e reli... treli a "Menina que roubava livros" Minha visão da morte mudou de uma forma não radical, porém suave.

Essa tua alegoria alegoria sobre esse tema, coloca-se na medida certa para aqueles vivem no limiar da melancolia ou ainda se vê no centro de muitas questões para resolver.