https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

DIR-TE-IA

 
Tags:  SONETOS 2012  
 
DIR-TE-IA

Tendo tanto a dizer, eu nada falo
Só te olho sem saber o que fazer...
E, quando balbucio um som qualquer,
Sem que me faça ouvir, eu já me calo.

Às vezes, parecia que d’estalo
Sairia quanto tinha a te dizer,
Mas estacava apenas de te ver,
Como se iluminada por um halo...

Olhos ardósias qual lousa de giz,
Com tão mimosos lábios e o nariz
Compondo a tua face inconfundível.

Dir-te-ia que te quero mais do que antes.
Por desgraça, porém, n’estes instantes
Silencio co’a voz quase inaudível!...

Betim – 08 08 2012


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
227
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
MaryFioratti
Publicado: 13/10/2016 14:15  Atualizado: 13/10/2016 14:15
Colaborador
Usuário desde: 09/02/2014
Localidade:
Mensagens: 2407
 Re: DIR-TE-IA
Que lindo Ricardo!
Muitas vezes o silencio diz tao muito mais. E tambem, quando nao conseguimos expressar exatamente o que vai dentro de nos.
Muitas vezes, as palavras sao meras palavras perto do grande sentimento.

Um abraco!


*Mary Fioratti*