https://www.poetris.com/
 
Contos -> Minimalistas : 

Coração Alado

 
Coração Alado
 

Abriu a janela quando a madrugada se vestia de púrpura.
Ergueu a face e recebeu a brisa e a cortina de cabelos voou liberdade infinita;
um quadro se pintou no tempo quando ela percebeu que também era universo.
Grávida, instantaneamente, de tanta luz, quis sorrir e sorriu.
E aquela vontade louca de soltar fitas e laços tomou conta de si levando-a a desabotoar,
meticulosamente, o peito, até fazer o coração saltar, como um pássaro entranhado
na consciência de voar, para arrebanhar a felicidade, antes dali, nunca vista.

 
Autor
LuAres
Autor
 
Texto
Data
Leituras
359
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
19 pontos
3
4
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 17/02/2017 19:38  Atualizado: 17/02/2017 19:38
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8696
 Re: Coração Alado/ Para LuAres
Muito lindo o poema, LuAres, eu diria, mágico!
Parece que as palavras florem e fluem numa leveza incrível, como as asas do teu coração,

Parabéns.

Beijinhos

Enviado por Tópico
Juanito
Publicado: 17/02/2017 20:14  Atualizado: 17/02/2017 20:14
Colaborador
Usuário desde: 26/12/2016
Localidade: España
Mensagens: 2662
 Re: Coração Alado
Belíssimo o seu conto!!

Gostei muito.

Um abraço.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 19/02/2017 14:46  Atualizado: 19/02/2017 14:46
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29228
 Re: Coração Alado
Em atos os corações se amam de uma maneira que pulsa somente amor, lind