https://www.poetris.com/
Poemas : 

Braços e pássaros

 
Braços e pássaros
 

Triste, como triste é o ocaso,
cheia de estampas eu vou
em cores vivas e em cada passo
marco o descer do sol
em plenitude despedida.


Meus braços abarcam o céu
e anoiteço em pedaços,
vou c' os pássaros pela noite
derramo meu sereno, lances de
dualidades; antídotos e venenos.


 
Autor
LuAres
Autor
 
Texto
Data
Leituras
195
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 06/05/2017 12:21  Atualizado: 06/05/2017 12:21
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29201
 Re: Braços e pássaros
Belo poema que ressalta os desencantos dos atos assobiados pelos tempo