https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

um despenhadeiro balançando

 
um despenhadeiro balançando
 
Minhas mãos agora têm os calos
do escultor...

Desde que a estrada te levou
um horizonte bambo me seduz e
é sempre noite para que meus olhos
se percam para nunca mais te achar.
Talvez por isso, nos sonhos,
fico amontoando pedras
e vou subindo em cada noite
uma pedra até um dia ser a montanha,
que, do alto, pelo menos,
reduzirá o ponto de te lembrar.
 
Autor
LuAres
Autor
 
Texto
Data
Leituras
280
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
25 pontos
3
3
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
rodas
Publicado: 10/02/2017 21:32  Atualizado: 10/02/2017 21:32
Da casa!
Usuário desde: 16/01/2017
Localidade:
Mensagens: 367
 Re: um despenhadeiro balançando
Lu...É isso: O importante é persistir. Sempre!

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 10/02/2017 23:55  Atualizado: 10/02/2017 23:55
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29212
 Re: um despenhadeiro balançando
Estrada de nossas vidas que se completa nos ases do acontecer

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/02/2017 21:16  Atualizado: 14/02/2017 21:16
 Re: um despenhadeiro balançando
Amontoando pedras para alcançar a noite....de uma delicadeza que comove....abençoada seja você marejada brisa azul...