https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

Palhaço Inexistente

 
Tags:  reflexão    rimas    pensamentos    lágrimas    social  
 
Palhaço Inexistente
 
Hoje fui apresentado a namorada do meu irmão que,
Apesar de não ser de sangue, é de coração
E, ao primeiro instante, eu pensei se eu falava com ela, ou não
Estava com medo de causar uma catástrofe, como um furacão
Ela foi se aproximando, pensando consigo mesma,
"- O que está rolando?"
Tomei a iniciativa, para tentar deixá-la entretida,
E era só isso que eu queria como ponto de partida, o começo
Mas não posso mentir que a situação me deixou tenso
Com o meu amigo de um lado, calado,
E em minha frente estava a garota que ele tanto havia me falado
Eu estava procurando um assunto para nos deixar entrosados
Meus pés não paravam, tremiam, demonstrando-me como sou um legítimo "mané"
E meu amigo rindo, as vezes perguntando "- Você está bem, zé?".

O assunto em fim surgiu, e ele foi-se desenrolando
Obviamente meu amigo ficou ali, parado, apenas observando
Mas em meio a uma conversa bem honesta,
Eu continuei conversando, e acabei ultrapassando
E reflito agora que, a maneira que ajo, não presta
Continuei perguntando, eis que em um dado momento, meu amigo sai
O celular tocava, ele pediu licença, e se distanciou um pouco mais
Ao retornar, o clima começou a se alterar,
E ele não quis justificar por que teve que se ausentar.

Eis que, gradativamente, percebo que ela irá chorar
Prevejo um futuro próximo, lágrimas descem a partir de seus olhos
Comecei a pensar que talvez eu seja um demônio.

Desci da casa dele imaginando que seria melhor não ter ido até lá,
Comecei a reparar que coisas ruins acontecem quando saiu do meu lar
Talvez eu devesse hibernar, não mais tentar me enturmar, me aprisionar
Pois não fora essa a primeira vez que fiz lágrimas rolarem,
Melhor então eu me silenciar, antes que os outros me calem
A vida está me testando, e eu continuo fracassando
Eu tento animar as pessoas, mas acabo só as machucando
Talvez seja melhor então parar de tentar animar?
Só são mostrados resultados negativos, por que continuar?
Não quero mais causar ferimentos que custaram a se fechar
Fazer jorrar lágrimas salgadas, anunciantes da tristeza clara.

Acordei feliz, dormirei infeliz
Sobressaindo um sentimento frio, e sem fim
Descanso, talvez seja isso que eu preciso
Mas me entristece sentir esse abandono
Sinto muito a todos, por não ser a melhor pessoa do ano
Eu tentei, eu juro, mas parece que animar as pessoas, não faz parte do meu futuro
Me desculpei, mas a dor que os causei, jamais esquecerei
Por uma situação proveniente de uma confusão que hoje eu orquestrei
Não escondo que a culpa é minha, eu errei, e eu confessei
Vejam a inocência, pensei que ia dormir sem peso na consciência,
Mas no travesseiro estará em repouso uma pessoa sem competência.

Vejo que não nasci para viver em conjunto
Isso me incomoda? Muito, pois quero fazer sorrir o mundo
Se não consigo fazer sorrir uma pessoa,
Para me intitular um palhaço, se não ajudo?
Sei que essa minha narrativa não fora das mais lindas,
Mas hoje aconteceu algo inusitadamente triste em minha vida;

Desculpe amigo, e também peço desculpas a sua querida,
Desculpe, "Mômô", não era isso que eu queria.

 
Autor
AteopPensador
 
Texto
Data
Leituras
242
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.