https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Desilusão : 

Pirita

 
Pirita

Frente a luz do holofote que exalta,
Coroando o fracasso da estréia,
Hoje desço tropeçando da ribalta
E me oculto na penumbra da platéia.

Ofuscado entre tantos exilados,
Pela sorte que baniu e não faz plano,
Entre olhares, com o tombo, saciados,
Ouço risos orquestrando o desengano.

Quando o "branco" deixa escuro o ensaio,
E o improviso se esconde na neblina,
Não adianta ao ator fingir desmaio,
Nem tentar sumir por trás dessa cortina.

Vem a vida, rasga o pano por revolta,
Irritada com a plágio da tal arte,
Reescreve o roteiro sem dar volta,
Pondo bem a cada canto a sua parte.

Separando fantasia e realidade,
Num desfecho surpreendendo o artista
Que tentou unir um sonho à vaidade,
E o "ouro" foi a cara do alquimista.

------------------------------------------------
(Outra forma)

Alquimia...

(O)uço
(U)ltrajantes
(R)isos...
(O)rquestrado

(D)esengano
(E)pílogo!

(T)iranos
(O)lhares
(L)ogram
(O)

(M)omento
(E)

(F)amintos
(I)gnoram
(Z)onzos

(P)ermaneceram
(O)fuscados.
(R)idicularizado,

(D)esço
(A)
(R)ibalta

(T)ropeçando...
(R)efletores
(E)xaltando
(L)uz
(A)pagada!

(À)

(V)aidade,
(A)cenam
(I)lusões
(D)ouradas
(A)pontando
(D)esmedidos
(E)nganos!


------------------------------------------------
(Mais um pouquinho)

Não havia nenhuma mão na queda,
Só olhares e os risos
No prazer de ver o tombo.
E eram dentes escancarados,
Antes tristes, ofuscados
Na penumbra da platéia.
Mas agora ensandecidos,
Pondo línguas pelos lábios
Bem felizes...
Saciados.


[::]
| |
( O )
( ___ )
GELComposições


 
Autor
GELComposicoes
 
Texto
Data
Leituras
2605
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
4
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Rogério Beça
Publicado: 07/07/2017 17:17  Atualizado: 07/07/2017 17:19
Colaborador
Usuário desde: 06/11/2007
Localidade:
Mensagens: 1970
 Re: Pirita
Uma tricomposição interessante.
Na pirita quadra atrás de quadra em rima cruzada, sem fugir ao metro.
Depois um acróstico difícil, dirigido palavra a verso sem fugir do tom.
Por fim uma esparsa curta, muito direita.

Há na plateia muita gente que se pensa actor. Pensei. Boa, já me fizeste pensar!
Treinadores de bancada, que na verdade são jogadores de bancada.

Bom ver-te vir a jogo.

A poesia de in(ter)venção está na moda.
Nice...

Abraço


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 11/07/2017 12:46  Atualizado: 11/07/2017 12:46
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29490
 Re: Pirita
QUANDO OS SENTIDOS PERDEMOS CORES , OS SENTIDO FICA NA ESCURIDÃO ONDE CHORA UM CORAÇÃO ATORDOADO.

Open in new window