https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

A chuva vai castigando a noite pela manhã

 
As feridas caem nas pétalas cansadas como álcool
Por um rio só a meio da cama

Ontem uma fogueira nas mãos para ti
Percorria-te em toques e suspiros
A alquimia da hora tardia desnudou o amanhecer deserto
Tantas vezes, por tanto tempo

No lençol branco mais uma rosa largada a vermelho morria, talvez
O frio à cabeceira no desaguar de passos em saída
Lá longe, aqui tão perto

Na janela cinzenta a árvore anoitece
Com vento num adeus às folhas e ao chão

A chuva vai castigando a noite pela manhã
Lá fora, aqui tão dentro


Viver é sair para a rua de manhã, aprender a amar e à noite voltar para casa.

 
Autor
silva.d.c
Autor
 
Texto
Data
Leituras
226
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 11/07/2017 12:53  Atualizado: 11/07/2017 12:53
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29155
 Re: A chuva vai castigando a noite pela manhã
Um lindo e maravilhosos poema.

Chuva que reveste aterra com seu aguar de onde o nascer vem, de tudo nós tirar.

Um poema que estaOpen in new window