https://www.poetris.com/
Mensagens -> Desabafo : 

INDIFERENÇA

 
Tags:  poema  
 
INDIFERENÇA
 
INDIFERENÇA
(Jairo Nunes Bezerra)

Vivo na solidão visualizando a enegrecida noite,
Sem inspiração paro de poetizar...
O distanciamento de tua beleza vira açoite,
Desaquecido ante a radiação do bem-vindo luar!

E tu que já fazes parte da vigente constelação,
Ofuscas as estrelas que tremulam à tua volta...
E mais iluminada fica a amplidão,
Ante o avanço da natureza com inócua revolta!

Navego à distância fitando-te com os meus olhares,
Tudo belo, apesar de pesares,
Sempre ampliados pelos meus desejos!

E indiferentes ao meu percussor e crescente amor,
Pune-me com o dissabor,
De ocultar-te nos meus promissores ensejos!




[/font]
[/color]

 
Autor
Jairo Nunes Bezerra
 
Texto
Data
Leituras
98
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.