https://www.poetris.com/
Poemas : 

OLHOS FECHADOS

 
“Deito-me ao comprido na erva
E esqueço tudo quanto me ensinaram.
O que me ensinaram nunca me deu mais calor nem frio.
O que me disseram que havia nunca me alterou a forma
De uma coisa.
O que me aprenderam a ver nunca tocou nos meus olhos.
O que me apontaram nunca estava ali:
Estava ali só o que ali estava.”
(Alberto Caieiro).


“Mesmo de olhos fechados
Vejo o que quero ver.
Não me importo com que querem que veja.
Cego me fiz aos olhos dos outros
Para ver o que quero ver.
Vejo além das coisas
As coisas além das coisas...
As que parecem que não estão ali.”

(Proteus).

 
Autor
PROTEUS
Autor
 
Texto
Data
Leituras
184
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
2
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 05/09/2017 01:53  Atualizado: 05/09/2017 01:53
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29310
 Re: OLHOS FECHADOS
Teus poema são lindos e maravilhosos